Agentes de Navegação - Linhas Regulares - Navios Nacionais e Estrangeiros. Contacte-nos!

 
 
 

 

Transinsular, Açores

 
A Transinsular Transportes Marítimos Insulares SA, Açores, foi constituída por iniciativa do Governo Português pelo Decreto-Lei 336/84 de 18 de Outubro, na sequência do processo de extinção das empresas públicas CTM (Companhia de Transportes Marítimos) e CNN (Companhia Nacional de Navegação).
O objectivo da empresa, de acordo com os seus estatutos, centrava-se no transporte marítimo para as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, não tendo, no entanto excluído outros mercados ou actividades associadas ao transporte marítimo.

A empresa iniciou a sua actividade comercial em Março de 1985, tomando como missão a reorganização dos serviços de transporte marítimo regulares para a Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores que se encontravam bastante degradados face às dificuldades económicas e financeiras porque passava a empresa CTM.

Em 1986, a Transinsular detinha já importante posição no mercado das Regiões Autónomas e, para além de serviços de linha, estabeleceu contratos de transporte a médio prazo de cimento para a Região Autónoma da Madeira.

Nesse mesmo ano, foram adquiridos seis navios para substituir a frota própria e afretada com que a empresa tinha iniciado as operações comerciais.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
CONTACTE-NOS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Desenvolvimento da Empresa

 
Para além do investimento em novas unidades, a Transinsular efectuou vários investimentos que lhe permitem dispôr de uma frota de navios com condições em termos de manutenção, conservação e segurança muito acima dos "standard" mínimos obrigatórios.
A Transinsular é detentora da concessão do terminal de contentores do TML em Xabregas, o que lhe permite oferecer um maior e melhor acompanhamento das cargas dos seus clientes.

A Transinsular detém participações num pequeno grupo de 10 empresas associadas com um total de mais de 300 trabalhadores. Entre elas figuram empresas em Cabo Verde e Guiné-Bissau, às quais se juntou no passado mês de Agosto a Navique, Empresa Moçambicana de Navegação.

Em Abril de 1999, a ETE-Empresa de Tráfego e Estiva adquiriu a larga maioria (99,6%) do capital social da Transinsular-Transportes Marítimos Insulares, S.A.

Esta operação foi o culminar de negociações que decorreram com o anterior accionista, a CMB-Compagnie Maritime Belge N.V., que desde 1993 detinha o controlo da empresa. Assim, a Transinsular que é hoje o maior armador português de serviços de linha com uma frota de 8 navios e um volume de negócios de cerca de 15 milhões de contos voltou a estar integrada num Grupo Português.

A empresa irá manter e reforçar o papel de charneira que tem tido no mercado Português de transportes marítimos, em particular nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, e também em Cabo Verde, Guiné Bissau, Angola e Moçambique.

A Transinsular, integrada no Grupo ETE, terá mais condições para corresponder ao principal desafio para o futuro: a capacidade de oferecer aos seus clientes soluções de transporte integradas. Soluções que vão para além da gestão dos navios e das operações portuárias mas que, cada vez mais, passam pela integração de serviços e pelo intermodalismo.
 
 
 

 

Datas Importantes

 
  • 18 de Outubro de 1984 - Constituição da empresa

  • 6 de Julho de 1987 - Abertura ao capital privado (30%)

  • 6 de Agosto de 1990 - Privatização Total

  • 31 de Julho de 1998 - Inauguração do site na Internet

  • Abril de 1999 - A Transinsular volta a estar integrada num Grupo Português
 
 
 
 
 

 
Serviços
 
  • Cargas
  • Contentores
  • Navegação
  • Transportes